Bradesco diz que Vale está autorizada a avaliar Xstrata

O presidente do conselho de administração do Bradesco, Lázaro de Mello Brandão, disse que a Vale foi autorizada por seu conselho a avaliar a compra da mineradora anglo-suíça Xstrata. "Atualmente, a Vale só estuda a aquisição, para ver se é factível ou não. A decisão dependerá das condições gerais", disse Lázaro Brandão, em referência não só ao momento de turbulência nos mercados internacionais como também em relação às características próprias do negócio, como preço.Questionado sobre o valor do eventual negócio, noticiado pela imprensa, na casa de US$ 90 bilhões, Brandão disse que ainda é cedo para comentar o assunto. Em relação à hipótese de um possível veto do governo federal à operação, o executivo lembrou que a análise do negócio já foi aprovada pelo conselho - do qual a União participa -, e qualquer outra manifestação dependerá de uma outra avaliação.O governo tem poder ou influência na Vale com os votos do BNDESpar (o braço de participações do BNDES) e da Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil, o maior acionista individual da Vale). A Bradespar (Bradesco) também é um dos sócios majoritários da Vale.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.