Pixabay
Pixabay

ESG

Coluna Fernanda Camargo: É necessário abrir mão do retorno para fazer investimentos de impacto?

Bradesco e BB doam R$ 20 mi para produção de testes rápidos de covid-19

Doação ocorre por meio da holding EloPar, controlada pelo Bradesco e Banco do Brasil

Renato Jakitas, O Estado de S.Paulo

18 de abril de 2020 | 14h29

O Banco do Brasil e o Bradesco anunciaram neste sábado, 18, a doação de R$ 20 milhões à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para a produção de kits de diagnósticos rápidos para o novo coronavírus, que serão distribuídos pelo Ministério da Saúde. 

Todos os kits já contam com tecnologia brasileira desenvolvida pela fundação, do tipo “RT-PCR”, são considerados como extremamente precisos pela comunidade científica.

A doação ocorre por meio da holding EloPar, controlada pelo Bradesco e Banco do Brasil. A Elopar é acionista majoritária das empresas Alelo, Livelo, Veloe e Digio, além da Bandeira Elo.

“Estamos somando nossa contribuição aos esforços de toda a sociedade brasileira em busca de respostas rápidas no combate ao coronavírus”, explica Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Conselho de Administração do Bradesco e presidente do Conselho de Administração da Elopar. 

“Estamos todos sensibilizados pela urgência desse momento”, completa o presidente do Conselho de Administração do Banco do Brasil, Hélio Magalhães, também vice-presidente do Conselho de Administração da Elopar.

Doação

No início da semana, o Itaú Unibanco anunciou a doação de R$ 1 bilhão para financiar ações de combate ao coronavírus no Brasil. O dinheiro foi transferido para a Fundação Itaú Social e administrado por um grupo de profissionais da área de saúde liderado pelo médico Paulo Chapchap, diretor geral do Hospital sírio-libanês. 

Outras grandes empresas e empresários brasileiros também já anunciaram doações para ajudar no combate ao coronavírus, como Bradesco, Santander, Gerdau, Ambev, Rede D'Or, Petrobras, Vale

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.