Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bradesco é condenado a indenizar empresa em R$ 2 mi

O Bradesco foi condenado a pagar uma indenização de R$ 2.285.541,31 por danos materiais e R$ 100.000,00 por danos morais à Lopes Filho e Associados Consultores de Investimentos. Segundo a juíza Georgia Vasconcellos da Cruz, da 49ª Vara Cível do Rio de Janeiro, autora da sentença, o banco não impediu desvios de cheques feitos por um correntista, empregado do escritório.O correntista endossava, falsificando a assinatura do diretor da empresa, vários cheques de clientes e fazia os depósitos em sua conta pessoal. O desvio foi descoberto por uma funcionária recém-contratada pelo banco Bradesco, que estranhou o grande número de cheques depositados na conta de José Manoel e contactou a empresa."O funcionário que falsificava as assinaturas do diretor da empresa era correntista do réu e o referido diretor também possuía conta na mesma agência, bem como a empresa autora. Desse modo, detinha o réu total possibilidade de conferir os endossos feitos porque o endossante era titular de conta na agência. É de se ressaltar que está dentro das atribuições do banco zelar pela conta de seus clientes e não apenas lucrar com o dinheiro destes", afirmou a juíza na sentença.

AE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2008 | 14h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.