Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bradesco e Porto Seguro não chegam a acordo

A Porto Seguro anunciou ontem que encerrou sem acordo discussões que vinha mantendo com o Bradesco para a combinação de operações. "A Porto Seguro informa a seus acionistas e ao mercado que não tiveram sequência seus entendimentos com a Bradesco Seguros", divulgou a companhia.O anúncio ocorre depois de o vice-presidente da Bradesco Seguros e Previdência, líder do mercado segurador brasileiro, Samuel Monteiro dos Santos Júnior, ter afirmado, no início do mês, que as negociações com a Porto Seguro poderiam levar à compra da carteira de seguros de automóveis da empresa.A Porto Seguro é controlada por Jayme Garfinkel, cuja família detém aproximadamente 57% da companhia. As negociações com o Bradesco vinham ocorrendo desde o fim de junho, segundo a Porto Seguro.De fato, as especulações de que as duas empresas negociavam surgiram naquele mês. A confirmação veio no dia 30 de junho, quando a Porto Seguro enviou ao mercado um comunicado. Entre outras coisas, o texto dizia que não havia certeza sobre a concretização do negócio. "Não foram definidos os termos econômicos, financeiros e/ou jurídicos da eventual operação, não houve troca de minutas nem foi assinado qualquer documento entre as partes", afirmava o texto. No início de agosto, chegou a ser noticiado que o Bradesco compraria as operações completas da Porto Seguro, o que, na ocasião, foi negado pelas duas instituições. A área de seguros é uma das principais apostas dos bancos brasileiros para crescer - e lucrar - nos próximos anos. Todos estão em busca de novas fontes de receita, uma vez que a taxa básica de juros brasileira (Selic) está no menor nível da história.

, O Estadao de S.Paulo

22 de agosto de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.