Bradesco expande novas tecnologias

Banco deve levar para as agências Prime soluções usadas na agência Next, que será inaugurada hoje

RODRIGO PETRY, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2012 | 03h08

O Bradesco Next, novo conceito de agência bancária da instituição financeira, que será inaugurado hoje no shopping JK Iguatemi, em São Paulo, poderá ser replicado inicialmente às cerca de 300 unidades Prime e outros 300 espaços Prime do banco no País. Segundo o diretor executivo do Bradesco, Candido Leonelli, esse processo poderá acontecer ao longo dos próximos 18 meses.

O conceito da nova unidade é oferecer um espaço para os clientes conhecerem as possibilidades tecnológicas para as transações bancárias. A ideia é educar o cliente para o uso dos meios digitais em procedimentos corriqueiros, como pagamentos ou conferências de extratos. "Este será um local onde a tecnologia se adapta às necessidades dos clientes", disse Leonelli. Todo o desenvolvimento do Bradesco Next custou R$ 10 milhões, o que incluiu pesquisa, desenvolvimento e visitas a lojas conceitos até de empresas de outras áreas.

Entre os serviços que a loja conceito traz estão um painel interativo sensível ao toque onde os clientes acessam informações sobre os aplicativos para a realização de operações bancárias. Os novos terminais de autoatendimento também serão por toque (touch screen), e os comprovantes de transações de transferências enviados por e-mail, dispensando o uso do papel. Outra novidade para os clientes será a consultoria financeira de forma interativa, com as informações enviadas posteriormente para o e-mail do cliente e podendo ser visualizadas pelos gerentes para contratações.

Dentro do processo de expansão, as lojas Prime poderão receber inicialmente os consultores financeiros online (especialistas em crédito ou investimento) e os displays de tabela de prestação de serviços interativo de tarifas. Especialmente a tabela de serviços poderá ser replicada mais rapidamente, para até mil agências até o final do próximo ano, projetou Leonelli.

Mais do que os serviços no espaço conceito, a intenção da empresa é ampliar o uso de serviços bancários em smartphones, tablets e computadores pessoais. "São novos canais para alavancar os negócios", disse o diretor de canais digitais do banco, Luca Cavalcanti. Segundo ele, os serviços na internet vêm crescendo, por meio do internet banking, que avançou 74% em número de transações e 22% em volume financeiro de janeiro a julho, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Além disso, de acordo com os executivos do banco, aproximadamente 91% das transações já são por meio de canais online. Entre este universo, 5% são através de aparelhos celulares. "Em um ano elevamos em quatro vezes as transações por celular", afirmou Cavalcanti.

Entre as utilidades do celular estão o pagamento de contas ou consulta ao saldo via mensagem de texto (SMS). Apenas de janeiro a julho, foram realizados 670 mil pagamentos, por meio do uso de aplicativos em aparelhos com leitores de códigos de barra. "O celular é uma oportunidade na palma da mão", ressalta Cavalcanti, acrescentando que 3 milhões de downloads do aplicativo do banco já foram realizados.

Redes sociais. O Bradesco também anunciou que, por meio da página do banco no Facebook, será possível agora efetuar o pagamento de boletos de cobrança no valor total de até R$ 600,00 por dia, além de consulta a saldos e extratos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.