Bradesco reduz juros após decisão do Copom

Após a decisão pelo corte de da Selic, o Bradesco anunciou a redução das taxas de juros de diversas modalidades de crédito. Para os clientes pessoa física do Bradesco, assim, os juros do Cheque Especial caíram de 8,23% para 8,17% ao mês, na máxima, e de 4,58% para 4,55% ao mês, na mínima. As taxas do Crédito Pessoal foram reduzidas de 5,77% para 5,71% ao mês, na máxima, e de 3,22% para 3,16% ao mês, na mínima. O Crédito Pessoal Consignado operará com taxa mínima a partir de 1,75% ao mês.Para empresas, os juros do Capital de Giro caíram de 6,16% para 6,10% ao mês, na máxima, e de 3,13% para 3,07% ao mês, na mínima. Os juros da linha de Desconto de Duplicatas e de Cheques foram reduzidos de 4,41% para 4,35% ao mês, na máxima, e de 2,10% para 2,04% ao mês, na mínima. Já as taxas da Conta Garantida tiveram quedas de 6,64% para 6,58% ao mês, na máxima, e de 3,49%para 3,43% ao mês, na mínima. O novo patamar de juros passa a vigorar a partir de amanhã em toda a rede de agências.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.