Bradesco retoma liderança entre bancos privados

O Bradesco recuperou a liderança entre os maiores bancos privados do País no ranking publicado pelo Banco Central. No final do ano passado, a instituição possuía ativos totais de R$ 213,302 bilhões.A lista anterior, referente a setembro, provocou alvoroço no mercado quando trouxe o Itaú à frente do tradicional concorrente. O banco agora volta ao segundo lugar entre os bancos privados e fica na quarta posição geral, com ativos de R$ 205,156 bilhões. A metodologia do ranking do BC considera apenas as atividades bancárias, ao contrário do balanço divulgado pelas instituições, que incorpora outros segmentos, como seguros.O BB permanece como o maior banco do País, com R$ 296,356 bilhões em ativos. A Caixa Econômica Federal aparece em terceiro, logo atrás do Bradesco, com ativos de R$ 209,532 bilhões.O ranking do BC também confirmou a queda do Unibanco da terceira para a quinta colocação entre os bancos privados (sétimo no geral), com ativos de R$ 97,785 bilhões. A instituição foi ultrapassada pelo ABN Amro Real, agora o terceiro da lista (R$ 119,160 bilhões), e pelo Santander Banespa (R$ 102,125 bilhões). Entre os dez maiores bancos do País aparecem ainda Safra, HSBC e Votorantim, de acordo com o BC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.