Bradesco tem lucro líquido de R$3,875 bi no 3º tri, reduz previsão de crédito

Bradesco tem lucro líquido de R$3,875 bi no 3º tri, reduz previsão de crédito

O número foi fetado pelo efeito contábil negativo após o colapso do Banco Espírito Santo, no qual o banco tinha 3,9% do capital

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

30 de outubro de 2014 | 07h06

O Bradesco anunciou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 3,875 bilhões de reais no terceiro trimestre, um aumento de 26,5 por cento em relação a igual período de 2013.

Em bases recorrentes, o lucro do segundo maior banco privado do país foi de 3,95 bilhões de reais entre julho e setembro, avanço de 28,2 por cento na comparação anual.

A previsão média de sete analistas consultados pela Reuters apontava lucro recorrente de 3,849 bilhões de reais. [L1N0SM1XD]

O lucro foi parcialmente afetado pelo efeito contábil negativo de 598 milhões de reais após o colapso do português Banco Espírito Santo, no qual o Bradesco tinha 3,9 por cento do capital.

A estoque de financiamentos do banco no final de setembro era de 444,195 bilhões de reais, avanço de 7,7 por cento em 12 meses.

O banco revisou a previsão de crescimento da carteira de crédito em 2014, de 10 a 14 por cento para a de 7 a 11 por cento.

O índice de inadimplência acima de 90 dias da instituição foi de 3,6 por cento no trimestre, ante 3,5 por cento no fim de junho e 3,6 por cento em setembro de 2013.

As despesas do grupo com provisões para perdas com inadimplência somaram 3,348 bilhões de reais entre julho e setembro, avanço de 16,2 por cento ante igual etapa do ano passado.

As receitas com tarifas e serviços atingiram 5,639 bilhões de reais, após terem crescido 13,3 por cento ano a ano.

A rentabilidade sobre patrimônio líquido (ROE), que mede como os bancos remuneram o capital de seus acionistas, foi de 20,4 por cento, ante 18,4 por cento no terceiro quarto de 2013.

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBRADESCORESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.