Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bradesco vai liberar R$ 6 bi em crédito imobiliário em 2010

Banco elege o setor imobiliário como um dos principais para impulsionar seu crescimento nos próximos anos

Ana Paula Ribeiro, da Agência Estado,

05 de novembro de 2009 | 14h16

O vice-presidente executivo do Bradesco, Domingos Abreu, afirmou nesta quinta-feira, 5, que o Bradesco deverá liberar ao menos R$ 6 bilhões em crédito imobiliário no ano que vem, considerando operações concedidas diretamente ao mutuário final como também aquelas destinadas à construção de unidades habitacionais. "Neste ano estamos fazendo R$ 1,3 bilhão por trimestre então fazer é possível fazer no mínimo R$ 1,5 bilhão a partir do ano que vem", disse em teleconferência com analistas.

 

Veja também:

linkImóvel da periferia fica sem crédito

 

No segundo e terceiro trimestres de 2009, o Bradesco concedeu aproximadamente R$ 1,3 bilhão de crédito imobiliário. No entanto, o desempenho fraco dos primeiros três meses do ano faz com que o banco acumule uma originação (liberação de recursos para o setor) de apenas R$ 3,172 bilhões no ano, sendo que a meta até dezembro é chegar a R$ 4,5 bilhões.

 

O Bradesco elegeu a área de crédito imobiliário como uma das principais para impulsionar o crescimento do banco nos próximos anos. O departamento econômico da instituição financeira calcula que o setor imobiliário irá representar 11,7% do PIB em cinco anos. Hoje, essa participação não chega a 3%.

 

"Queremos aproveitar as melhores oportunidades nessa área", disse o diretor presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, lembrando que nos últimos meses o banco deixou de exigir 17 documentos entre os necessários para a aprovação de financiamento imobiliário ao mutuário final.

 

No crescimento do crédito imobiliário, o Bradesco deverá manter o modelo atual, em que a análise de crédito é feita com base nas informações do cliente e não do imóvel.

Tudo o que sabemos sobre:
Bradescocrédito imobiliário2010

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.