Bradesco vê alta de 15% a 20% de sua carteira em 2012

O Bradesco espera que o crescimento da carteira de crédito do banco em 2012 fique entre 15 e 20 por cento, afirmou nesta quarta-feira o presidente da instituição, Luiz Carlos Trabuco.

REUTERS

19 de outubro de 2011 | 13h25

Em setembro, o executivo havia dito que esperava uma expansão de cerca de 18 por cento para o ano que vem.

"O crescimento (do PIB) no ano que vem tem perspectiva superior a 2011. Um crescimento (do crédito) na faixa de 15 a 20 por cento, com uma gradação dependendo dos segmentos, é algo viável", disse ele a jornalistas após evento no Rio de Janeiro.

Para este ano, o Bradesco projeta uma alta entre 15 e 18 por cento para o crédito. Oficialmente, a previsão do banco para o ano era de expansão da faixa entre 15 e 19 por cento.

"Inicialmente, trabalhávamos com crescimento econômico de 4 por cento. As condições da macroeconomia e da economia internacional provocaram uma revisão para 3,5 por cento", disse Trabuco. "Como crédito é um processo cíclico e tem correlação muito próxima com o crescimento econômico, houve uma redução nas expectativas".

No ano passado, a carteira de crédito do Bradesco cresceu 21 por cento. "O número na faixa de 15 a 18 por cento (em 2011) é algo realista", disse ele, acrescentando que o resultado deste ano está sendo puxado pelo crédito a pessoas jurídicas e ao setor produtivo, com destaque para o segmento de serviços.

"Isso significa que as empresas estão se preparando para um ciclo de consumo que vai ser longo", assinalou.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBRADESCOCREDITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.