Bradesco vê expansão de 20% do crédito em 12 meses

O Bradesco prevê um crescimento de 20 por cento de sua carteira de crédito no período de 12 meses contados a partir de setembro, disse nesta terça-feira o presidente do banco, Luiz Carlos Trabuco Cappi.

REUTERS

29 de setembro de 2009 | 19h38

"Nos próximos 12 meses, podemos ter um crescimento até acima de 20 por cento", disse Trabuco a jornalistas, durante intervalo de encontro com analistas promovido pelo Bradesco.

A estimativa para o período corresponde ao dobro da projeção de avanço esperado para 2009, de 10 por cento. Segundo o executivo, a expectativa para o próximo ano deve-se aos múltiplos sinais de melhora da atividade desde agosto.

"Estamos num momento formidável da economia", disse.

Tentando aproveitar-se desse cenário mais promissor, o Bradesco ampliou neste mês em 8 bilhões de reais o volume de crédito disponível para empresas e pessoas físicas, para um total de 50 bilhões de reais.

De acordo com o executivo, indicadores mostrando redução da capacidade ociosa das empresas, somados com a melhora da renda do trabalhador e os fortes investimentos esperados para a indústria da construção civil e à extração de petróleo na camada pré-sal, criam um ambiente propício para aumento da demanda por crédito.

Trabuco reiterou ainda a ênfase do banco no crescimento orgânico, ao revelar que o Bradesco pretende abrir cerca de 200 novas agências nos próximos 12 meses.

(Reportagem de Aluísio Alves)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSBRADESCOCREDITO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.