Brasil abre escritório em Tóquio para incrementar turismo

Na tentativa de triplicar o fluxo anual de turistas japoneses que visitam o Brasil, o governo brasileiro - em parceria com os vizinhos do Mercosul e o ministério do turismo japonês - irá inaugurar um escritório de representação do bloco, em Tóquio. A idéia é promover os principais destinos turísticos na região, como a Amazônia e o Pantanal. O escritório começará a funcionar em janeiro do ano que vem e será custeado, nos três primeiros anos, pelo governo japonês, segundo o diretor do Departamento de Relações Internacionais do Ministério do Turismo, Pedro Wendler. "Faz parte da estratégia de aproximação do governo japonês com a América do Sul para a realização de negócios", afirma o diretor. O dinheiro aplicado nesses primeiros anos servirá para a manutenção do escritório, treinamento dos operadores de turismo no Japão, definição dos locais que serão divulgados como alternativas de viagem para os turistas japoneses e também para preparação desses destinos para recebê-los. Com essa iniciativa, o governo brasileiro acredita que, até 2007, poderá aumentar de 35 mil para 100 mil o número de turistas japoneses que visitam o País anualmente. O esforço para divulgar o Brasil e atrair esses turistas começou na semana passada com a participação de representantes do governo brasileiro na maior feira de turismo da Ásia, em Tóquio. Pela primeira vez, os quatro países do Mercosul dividiram um estande conjunto para promover a região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.