Brasil absorve metade das exportações argentinas de automóveis

O Brasil tornou-se novamente o destino primordial das exportações argentinas do setor automotivo. Segundo dados divulgados pela Associação de Fabricantes de Automóveis da Argentina (Adefa), do total de 136.703 veículos exportados pelas montadoras instaladas neste país entre janeiro e agosto, o Brasil absorveu 46,55% dessas vendas, no total de 63.639 unidades. As montadoras argentinas exportaram 53,1% da produção realizada nos primeiros oito meses deste ano. Desta forma, um de cada quatro carros montados na Argentina é enviado para o mercado brasileiro. A participação argentina é de 5,3% do total do mercado do Brasil. A proporção é substancialmente inferior ao registrado em 1999, quando as exportações das montadoras deste país para o Brasil tinham um peso equivalente a 14% do mercado brasileiro. No entanto, os 5,3% atuais equivalem ao dobro da participação registrada em 2004. Atualmente, a meta das montadoras da Argentina é o de ficar com 10% do mercado brasileiro.Em 2004, o mercado brasileiro somente absorveu 29,9% das exportações argentinas do setor. Na ocasião, o México tornou-se o principal mercado das vendas argentinas de automóveis para o exterior, ficando com 44,1% dessas exportações.Entre os vários fatores que causaram essa baixa proporção estavam os modelos antiquados que as montadoras argentinas produziam na época. Por causa da crise de 2001-2002, as empresas haviam deixado de renovar seu leque de modelos. Em 2005, as compras brasileiras de automóveis argentinos voltaram a crescer, absorvendo 32,51% das exportações argentinas. A proporção das compras mexicanas, enquanto isso, foi caindo, ficando em 29,03%. Nos primeiros oito meses deste ano o México foi o destino de 20,43% das exportações argentinas de veículos. Em terceiro lugar está o mercado chileno, que fica com 11,36% das exportações argentinas do setor.A participação brasileira na compra de automóveis Made in Argentina, cresceu sem parar. Em agosto de 2005, o Brasil ficava com uma fatia de 35,6% das vendas para o exterior realizada pelo setor na Argentinas.As exportações argentinas de automóveis em agosto aumentaram 24,8% em relação ao mesmo mês de 2005. Em comparação com junho, as vendas para o exterior em agosto cresceram 11,5%. Nos primeiros oito meses deste ano as exportações aumentaram 22,8% em relação ao mesmo período de 2005.Mercado internoAs montadoras instaladas na Argentina também possuem motivos de alegria em relação ao mercado interno. Segundo a Adefa, nos primeiros oito meses deste ano a produção cresceu 28,1% em relação ao mesmo período de 2005. No total, entre janeiro e agosto saíram das fábricas 257 mil unidades. Em agosto, a produção foi de 41 mil unidades, o equivalente a um crescimento de 9,9% em relação a julho. Em comparação com agosto do ano passado, o crescimento da produção foi de 38,4%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.