Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Brasil acerta plano de redução tarifária com dez países

Representantes dos governos de 11 países em desenvolvimento assinaram ontem, em Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, o protocolo final da Rodada São Paulo do Sistema Global de Preferências Comerciais entre Países em Desenvolvimento (SGPC), que permitirá a redução em 20% da tarifa de importação em mais de 47 mil linhas tarifárias. "Aqui deixamos um exemplo de que quando os países estão verdadeiramente dispostos a negociar não é impossível chegar a um resultado concreto", disse o secretário-geral do Itamaraty, Antônio Patriota, que teve o nome confirmado para o Ministério das Relações Exteriores.

Evandro Fadel e Tânia Monteiro, O Estado de S.Paulo

16 de dezembro de 2010 | 00h00

As linhas tarifárias representam 70% dos produtos negociados entre Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Índia, Indonésia, Malásia, Coreia do Sul, Egito, Marrocos e Cuba. ''É um salto qualitativo em termos de comércio inter-regional", afirmou o presidente do Comitê de Negociação do SGPC, embaixador argentino Alberto Dumont. Uma revisão do acordo deve ser feita em dois anos, quando poderão ser incluídos produtos ou até negociada outra margem tarifária.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.