Brasil assina acordo de etanol com a Indonésia

O Brasil assinará mais um acordo no setor do etanol. Desta vez, o entendimento é com a Indonésia, que deverá receber US$ 12 bilhões em investimentos de empresas de várias partes do mundo para desenvolver o combustível. Jacarta poderá se tornar um dos principais fornecedores de etanol no Sudeste Asiático nos próximos anos e o Brasil quer garantir influência sobre esse mercado.O acordo, previsto para ser assinado nesta quinta, envolve a criação de um comitê conjunto entre os dois países para estudar estratégias de promoção do etanol e eventual transferência de tecnologia do Brasil ao mercado da Indonésia.O grupo ainda tomará decisões relativas a oportunidades de negócios entre os dois países. Para o Brasil, o projeto é visto como mais uma forma de criar mercados para o etanol. A estratégia brasileira é a de fortalecer o consumo no mundo para criar não apenas a demanda pela tecnologia nacional, mas no futuro pelo próprio etanol brasileiro. Objetivos da IndonésiaDo lado da Indonésia, o projeto vem em um momento em que o país tenta recuperar seu setor agrícola. Para as autoridades em Jacarta, o etanol pode ser uma das formas de garantir renda aos produtores.O objetivo do governo asiático é o de produzir um volume de etanol equivalente a 200 mil barris de petróleo por dia até 2010. Para isso, o governo destinará subsídios de US$ 1,4 bilhão aos agricultores que queiram fazer parte do projeto.Cerca de cem postos de combustíveis na capital Jacarta e na cidade de Surabaya já contam com o fornecimento de etanol. Mas a idéia é de que o número de postos e de veículos com o novo combustível se multipliquem até 2010. Para isso, a ajuda brasileira será fundamental.Atualmente, o país produz etanol a partir de sementes de plantas.Mas o objetivo é o de iniciar uma produção em massa de etanol de cana-de-açúcar. Uma estimativa inicial é a de destinar 2,2 milhões de hectares de terra no país para o cultivo da cana que será usada para o etanol. O acordo com a Indonésia será assinado pelo ministro da Agricultura, Luis Carlos Guedes Pinto, que estará em Jacarta a partir desta quinta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.