Brasil, Austrália e Tailândia vão à OMC contra UE

Brasil, Austrália e Tailândia poderão fechar, nos próximos dias, os últimos detalhes técnicos e jurídicos para abrir uma queixa na Organização Mundial do Comércio (OMC) contra os subsídios dados pela União Européia (UE) a seus produtores de açúcar.Na terça-feira, representantes dos três governos e dos produtores de açúcar se reúnem em Genebra para avaliar que estratégia utilizarão para atacar a política européia, que gera um prejuízo para o Brasil de cerca de US$ 900 milhões por ano. Um estudo econômico já foi preparado e servirá de base para que os governos provem aos árbitros da OMC que de fato Bruxelas subsidia seus produtores de forma irregular. Prova disso é que, apesar de a produção européia ser pouco competitiva, o bloco é o maior exportador de açúcar do mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.