Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Brasil colherá em 2007 pior safra dos últimos cinco anos

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse hoje que o Brasil colherá no próximo ano a pior safra dos últimos cinco anos. O endividamento e a descapitalização dos produtores rurais devem provocar a redução de seis milhões de hectares na área plantada na próxima safra. Entre 2005 e 2007, a redução de área plantada deve chegar a 12 milhões de hectares.Segundo o ministro, que participou nesta quinta-feira da abertura do seminário Perspectivas para o Agribusiness em 2006 e 2007, a maioria dos fatores que provoca a atual crise na agricultura está relacionada a questões fora da alçada de seu ministério, como o câmbio e a deficiência na infra-estrutura, além de problemas climáticos. "Mas a crise está sentada no colo do ministério da Agricultura". Ele afirmou que nos últimos dois anos, o agronegócio deixou de faturar R$ 30 bilhões. A crise atual, diz ele, é a maior dos últimos quarenta anos em função da importância que o agronegócio tem hoje na economia brasileira. "Crises tivemos muitas que também foram sérias, mas neste ano existe um agravante, por ter afetado também o setor de carnes, em função da ocorrência da gripe aviária em outros países e do foco de aftosa no Brasil", disse.Plano O ministro afirmou que o plano de safra 2006/07 deve ser anunciado até o final de maio e que a linha mestra será "mais dinheiro e mais barato" para superar a questão do endividamento. Ele disse que o pacote de medidas de emergência, que por questões burocráticas demorou um mês entre o anúncio e a entrada em vigor, reduzirá pela metade as dívidas dos agricultores. Serão alongados R$ 7 bilhões em créditos de investimento e outros R$ 7 bilhões no custeio. Na opinião de Rodrigues, as medidas amenizam a crise mas não resolvem o problema dos produtores no Mato Grosso "porque lá a questão é de aritmética. A conta não fecha".Problema evitável O presidente da Associação Brasileira de Agribusiness (Abag), Carlo Lovatelli, disse em seu discurso de abertura no seminário que os problemas atuais poderiam ter sido evitados "se muita coisa tivesse sido feita há tempos atrás". Infelizmente, disse ele, muitos setores do governo vêem o agronegócio como um "grupo de pidões e chorões". IBGEA previsão da safra 2006 será provavelmente revisada para baixo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nos próximos levantamentos, segundo adiantou o gerente do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), Neuton Rocha. O IBGE divulgou nesta quinta-feira, segundo a estimativa de abril, uma expectativa de safra de 121,723 milhões de toneladas para este ano. Segundo Rocha, a revisão deverá ocorrer na previsão de safra da soja, por causa de excesso de chuva ou focos de ferrugem asiática em algumas regiões. Ele salientou, entretanto, que a revisão não será significativa, já que boa parte da safra da safra já está colhida. A estimativa de abril prevê uma safra de soja de 55,44 milhões de toneladas em 2006, 8,4% superior à colheita do produto em 2005.

Agencia Estado,

04 de maio de 2006 | 15h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.