Brasil conclui acordo com FMI e pode sacar US$ 10 bilhões

O FMI divulgou comunicado na tarde de hoje informando que concluiu a terceira revisão do desempenho do Brasil no acordo de setembro de 2001, quando foi aprovado um empréstimo de US$ 15,7 bilhões. Segundo o comunicado, o Brasil já pode sacar o equivalente a US$ 4,8 bilhões, dos quais US$ 4,3 bilhões na linha de crédito conhecida como SRF. Essa liberação soma-se ao equivalente a US$ 5,2 bilhões que já estão disponíveis, mas ainda não foram sacados nas revisões anteriores, o que significa que o Brasil pode sacar US$ 10 bilhões imediatamente do FMI. Declarações do diretor-gerente do FMI, Horst Köhler, serão divulgadas mais tarde, segundo o comunicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.