Brasil cresceu 1,52% em 2002

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil cresceu 1,52% em 2002 ante 2001. O número, divulgado hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) ficou dentro das estimativas dos analistas ouvidos pela Agência Estado, que esperavam um crescimento entre 1,3% e 1,6%.O desempenho da economia no ano passado ficou muito próximo ao registrado em 2001, quando o PIB cresceu 1,42%. Todos os setores que compõem o PIB registraram expansão em 2002: agropecuária (5,79%), indústria (1,52%) e serviços (1,49%). Mas os impostos sobre produtos caíram 0,98% ante 2001, refletindo, segundo o IBGE, o comportamento de setores sobre os quais há maior incidência de tributos, como automóveis e material elétrico. No quarto trimestre de 2002, a expansão do PIB atingiu 3,44% ante igual período de 2001, também dentro da expectativa do mercado, que previa taxa entre 2,5% e 3,85%. No período, também houve crescimento dos três setores: agropecuária (3,43%), indústria (6,92%) e serviço (1,68%). Os impostos sobre produtos também cresceram nessa base de comparação (2,29%). O PIB apresentou crescimento no quarto trimestre também ante o trimestre imediatamente anterior (0,72%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.