Brasil dá sinais de crescimento econômico sustentado

A economia brasileira está se recuperando e já se percebe os alicerces para um crescimento sustentado. A conclusão é da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), com sede em Paris, que reúne os Estados Unidos, Canadá, México e mais 27 países.Um relatório da Organização, intitulado ?Pesquisa Econômica do Brasil 2005?, destaca que o País está mostrando os benefícios das medidas adotadas pelo governo atual, desde que assumiu em janeiro de 2003. Todas estas medidas, segundo o relatório, incluindo a consolidação de uma política macroeconômica austera, tem contribuído para ?restaurar gradualmente a confiança? na economia do País.O texto faz menção ao ?crescimento anêmico registrado durante os anos de 2001 e 2002, e da estagnação econômica do ano seguinte. Mas em 2004, segundo o relatório, a economia cresceu ?vivamente, bem acima das expectativas de mercado?. O desemprego permanece elevado em algumas cidades principais do País, aponta o relatório, mas está tendendo para baixo, bem como os salários estão em ascensão, depois de anos em queda. Além disso, o relatório afirma que ?o clima para os negócios está melhorando? e os investimentos privados estão dando sinais de recuperação. A forte performance das exportações brasileiras fazem a economia do País mais ?resistente às mudanças no sentimento de mercado?. Todas estas mudanças, destaca o relatório, devem-se aos procedimentos do governo, principalmente o controle da inflação e a exigência da responsabilidade fiscal.Falta distribuiçãoO relatório destaca, contudo, que muito tem sido feito em aspectos sociais na última década, mas ?parece haver um acordo difundido dentro do governo, reforçando as disparidades sociais, já que nem todos os grupos sociais recebem os benefícios do crescimento sustentado?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.