finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasil deve aguardar proposta da União Européia, afirma Amorim

O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, considera que o Brasil está agora na posição de aguardar a oferta da União Européia para o acordo do bloco com o Mercosul. "O Mercosul já fez a sua oferta", disse.Segundo o ministro, antes de o Mercosul receber a oferta da União Européia ele não poderá dar declarações a respeito se vai ser possível ou não concluir o acordo até o dia 31 de outubro, dentro do prazo previsto.Amorim comentou ainda que "há projeção cada vez maior do Brasil" no cenário internacional. De acordo com ele, campanhas individuais como o envio da força de paz ao Haiti, a posição do governo brasileiro diante do conflito no Iraque e o combate à fome, cada uma feita dentro de objetivos específicos, acabam tendo em seu conjunto o efeito de aumentar a projeção internacional do País.Segundo o ministro, o discurso do presidente Lula na Organização das Nações Unidas (ONU), foi considerado por França, Inglaterra, Alemanha e Japão como um ponto que fortalece o Brasil como candidato a um assento no Conselho de Segurança da ONU. "Então deve ser fortalecido", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.