Brasil deve fazer nova emissão de títulos, diz Augustin

O Tesouro Nacional pode fazer nova emissão de títulos nas próximas semanas, segundo o secretário Arno Augustin. No entanto, ele não quis precisar se ocorrerá ainda em 2011. "Nós não divulgamos quando faremos nem em que moeda faremos, mas analisaremos isso nas próximas semanas", declarou. Segundo o secretário do Tesouro, a redução das taxas de juros na emissão de títulos é sustentável, condizente com a curva de juros dentro do próprio País e com o crescimento econômico brasileiro.

DANIELA AMORIM, Agencia Estado

28 de novembro de 2011 | 16h45

"Temos tido taxas de emissões de títulos as menores da história. Fizemos um lançamento de 30 anos que foi a menor taxa da história", disse, antes de participar do seminário "A crise do capitalismo e o desenvolvimento do Brasil", promovido pela Fundação Perseu Abramo, no Rio.

Augustin disse ainda que o Brasil sairá fortalecido da crise internacional e retomará rapidamente à sua trajetória de crescimento econômico. "Felizmente, nós temos conseguido ver no Brasil um conjunto de fundamentos sólidos positivos que nos colocam a convicção de que o País vai sair dessa crise com mais força, assim como ocorreu na crise de 2009".

Segundo o secretário do Tesouro Nacional, o Brasil atingirá a meta de superávit primário em 2011, de 3,10% do Produto Interno Bruto (PIB). "Já atingimos 94% da meta de 2011. Para 2012, teremos uma manutenção da meta prevista para 2011.

Tudo o que sabemos sobre:
títulosemissãoBrasilAugustin

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.