Brasil deve "levantar a cabeça" em discussão comercial, diz Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disso hoje, durante discurso de inauguração da Mina de Cobre do Sossego, no Pará, que o Brasil entrou em uma rota de crescimento econômico que não terá volta. O presidente destacou que o Brasil deve "levantar a cabeça" nas discussões de relações comerciais e políticas com outros países e citou como exemplo de êxito em seu governo as negociações do agronegócio (veja nos links abaixo mais informações).Segundo Lula, o Brasil não está entre as oito maiores economias do mundo porque entre 1950 e 1980, quando foi registrado um crescimento econômico de 7%, a riqueza não foi distribuída de forma igualitária entre todas as faixas da população. O presidente ressaltou, porém, que o problema da desigualdade social não se revolve em um dia, um ano ou em um mandato.Lula disse em seu discurso que nas últimas três décadas o Brasil não fez os investimentos necessários para descobrir as riquezas minerais e anunciou que até o final do seu mandato pretende investir R$ 160 milhões na elaboração de novos mapas geológicos. Ele destacou a importância da Companhia Vale do Rio Doce para a economia brasileira. Segundo o presidente, a produção da Vale representou no ano passado 14% do saldo comercial do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.