bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Brasil discute fim de embargo argelino à carne brasileira

O secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Gabriel Alves Maciel, está na Argélia, onde reúne-se com veterinários e importadores de carnes para negociar o fim da restrição imposta pelo país à carne bovina desossada fornecida pelo Brasil. Os negócios haviam sido interrompidos em outubro, com o surgimento de focos de aftosa em Mato Grosso do Sul e no Paraná. "Vou mostrar a situação sanitária desses Estados", comentou. Em março, a Argélia suspendeu parcialmente o embargo à carne brasileira. O país voltou a importar carne desossada, com exceção do produto fornecido pelo Amapá, Amazonas, Roraima, Acre, Maranhão, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Piauí, Pará, São Paulo, Paraná e Mato Grosso do Sul. Em 2005, as exportações brasileiras de carne bovina para a Argélia totalizaram US$ 108 milhões, ante US$ 64 milhões em 2004. A participação argelina nesse comércio brasileiro é de 3,1%.

Agencia Estado,

19 de junho de 2006 | 10h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.