Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Brasil diz que ainda há pequena chance de retomada de Doha

Um acordo comercial global ainda épossível se os líderes mundiais trabalharem rapidamente apesardo fracasso da Rodada de Doha no mês passado, disse o ministrodas Relações Exteriores, Celso Amorim. O Brasil tem tentado reiniciar as conversações naOrganização Mundial do Comércio desde o fracasso resultante dediferenças sobre propostas para mecanismos de proteção deimportação em países em desenvolvimento. "O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem a sensação deque ainda há uma pequena chance de concluir essas negociações",disse Amorim em entrevista ao jornal francês Le Monde destaterça-feira. "Não será algo indolor para todos, mas temos que agirrapidamente, marcar uma reunião para meados de setembro, emBrasília ou em algum outro lugar, antes que fatores políticos--como as eleições nos EUA e na Índia-- interfiram ainda mais." "Se retomarmos as negociações rapidamente, provavelmentecontinuaremos de onde paramos... Mas se a retomada ocorrer em 2ou 3 anos, eu temo que os reflexos de novos cálculos eprotecionismo terão tempo de colocar em questão todos osacordos aos quais chegamos." (Por James Mackenzie)

REUTERS

12 de agosto de 2008 | 09h32

Tudo o que sabemos sobre:
DOHAAMORIMACORDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.