Brasil é 11º em ranking global de otimismo econômico

País subiu sete posições em relação a 2007; 70% do empresariado se diz otimista.

BBC Brasil, BBC

07 de janeiro de 2008 | 13h55

O Brasil ocupa a 11ª posição numa lista que mediu o otimismo do empresariado de 34 países em relação ao desempenho das suas economias em 2008.A Índia está no topo da lista pelo segundo ano consecutivo e divide a primeira colocação com as Filipinas. Segundo a pesquisa, 95% dos empresários indianos e dos filipinos estão otimistas. O relatório International Business Report (IBR) ouviu 7,8 mil empresários e foi divulgado em Londres. De acordo com o levantamento, 70% do empresariado brasileiro tem boas expectativas para a economia do país neste ano.Em relação ao ano passado, quando a lista tinha dois países a menos, o Brasil subiu sete posições, já que havia ficado em 18º lugar em 2007.Em termos percentuais, a percepção positiva do empresariado subiu 23 pontos. Apenas três outros países tiveram uma melhora mais acentuada. O aumento do otimismo entre os brasileiros ficou atrás da Polônia, que registrou um aumento de 36 pontos percentuais, Botsuana com 25% e Turquia 28%. A sondagem, realizada pela consultoria Grant Thornton International, indica que o nível de otimismo no Brasil está acima da média global, de 42%, e da América Latina, de 26%. Cenário políticoA pesquisa aponta que as principais razões para o otimismo do empresariado brasileiro são a política monetária, as taxas de juro, além do cenário político do país. A sondagem indica ainda que, entre os latino-americanos, os brasileiros são os mais otimistas. No México, 62% têm boas expectativas para este ano; na Argentina, esse grupo corresponde a 38% dos empresários entrevistados. O Brasil também teve o maior aumento no nível de otimismo entre as economias emergentes reunidas sob a sigla BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China). A Rússia é o menos otimista, com 58% de otimismo e China 77%, em segundo lugar no grupo, atrás apenas da Índia.A África do Sul, que embora não faça parte do BRIC, é considerado emergente, demonstrou esperar mais do que o Brasil nos próximos 12 meses, com 75% de otimismo. Em ano de eleições presidenciais, os Estados Unidos registraram um aumento de 8% no índice de otimismo em relação a 2007. Segundo a pesquisa, 22% dos empresários norte-americanos dizem ter boas expectativas para 2008. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.