Brasil e 8 países ganham "guerra da banana" contra a UE

O Brasil e mais oito outros países latino-americanos conseguiram que a Organização Mundial do Comércio (OMC) condenasse as tarifas aplicadas pela União Européia contra as bananas. Os árbitros internacionais entenderam que o imposto sobre importação de 230 euros por tonelada cobrados por Bruxelas não dão acesso ao mercado europeu. A União Européia terá de reduzir esta taxa e, na próxima sexta-feira, os países envolvidos na disputa se reúnem para determinar o prazo do cumprimento da decisão da Justiça. Segundo a empresa americana Delmont, a queda das tarifas européias deverá gerar um investimento de US$ 120 milhões à produção brasileira de bananas para exportação. Entre os países latinos estão Colômbia, Costa Rica, Equador, Guatemala, Honduras, Panamá e outros produtores. O resultado deste julgamento será divulgado pela OMC às 12 horas de Brasília. As informações estão sendo mantidas em sigilo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.