finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Brasil e Argentina chegam a acordo sobre vinhos

O Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) informou hoje que os produtores de vinho do Brasil e da Argentina chegaram hoje a um acordo sobre a importação de vinhos argentinos pelo Brasil. Pelo entendimento, o preço mínimo por caixa de 12 garrafas de 750 mililitros será de US$ 8 dólares até o final do ano.Os produtores brasileiros vinham se queixando de que os vinhos argentinos de baixa qualidade estavam chegando ao Brasil por um preço muito baixo, prejudicando a indústria nacional. O acordo entre os dois países foi feito hoje, em uma reunião em São Paulo da qual participaram também representantes dos governos dos dois países.Segundo o MDIC, ficou acertado que será feito um estudo sobre o mercado brasileiro de vinhos para que possam ser adotadas outras medidas que melhorem o aproveitamento do setor no Brasil. Além disso, o governo brasileiro concordou em enquadrar o produto na qualificação de alimento, o que, segundo o MDIC, diminui o custo da produção, porque reduz os tributos.Na mesma reunião de hoje, os empresários e os governos brasileiro e argentino ratificaram um acordo de combate ao contrabando. Uma comissão de monitoramento, com três representantes de cada um dos dois países, será criada para acompanhar a implementação das medidas decididas hoje.

Agencia Estado,

29 de julho de 2005 | 16h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.