Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Brasil e Argentina criarão fundo para o comércio

O presidente do BNDES Carlos Lessa, e o vice-chanceler da Argentina, Martín Redrado, definiram hoje a criação de grupo de estudos para intensificar as relações comerciais bilaterais entre Brasil e Argentina. A meta é fornecer subsídios para a criação de um fundo de estímulo às relações bilaterais. O objetivo é que os recursos do fundo cheguem a US$ 1 bilhão.A verba não servirá apenas "para financiar exportações argentinas" e sim para operações de comércio que tenham reciprocidade. Ou seja, caso ocorra financiamento do BNDES às vendas externas argentinas, aquele país deverá se comprometer a realizar importações de produtos brasileiros. Segundo o BNDES, o dinheiro virá de captações do banco. Não há cronograma definido ainda sobre a entrada de operação do grupo de estudos. O próximo encontro do banco com representantes do governo argentino será em 15 de maio, em Buenos Aires.

Agencia Estado,

06 de maio de 2003 | 15h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.