Brasil e Argentina devem manter diálogo, diz presidente do BID

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Enrique Iglesias, disse hoje que Brasil e Argentina precisam "manter o diálogo". O alerta foi feito em entrevista a jornalistas, quando Iglesias foi questionado sobre seu posicionamento em relação ao conflito comercial deflagrado anteontem entre os dois países, por causa da limitação argentina à importação de eletroeletrônicos brasileiros."A União Européia tem problemas todos os dias depois de tantos anos, mas é preciso avançar apesar desses problemas", disse o presidente do BID em defesa do Mercosul. "Temos que procurar não dramatizar esse problema, sou muito mercossulista", afirmou. Para Iglesias, "o Mercosul tem que ter futuro, pois no mundo atual é melhor negociar em conjunto do que sozinho".Ele disse que os países da América Latina deverão apresentar neste ano, "assim como o Brasil", crescimento em média de 4%. "Todos os países da região deverão crescer, será um ano muito positivo, o que tem a ver com o comportamento da demanda externa e com a disciplina fiscal", disse. Ele participou do II Seminário Internacional de Fundos de Pensão que está sendo realizado hoje no Rio.

Agencia Estado,

07 de julho de 2004 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.