Brasil e Argentina reiteram empenho sobre gás

Os governos do Brasil e da Argentina reiteraram hoje, de acordo com nota divulgada pelo Palácio do Planalto, que estão trabalhando juntos para evitar uma crise energética na região. Segundo a nota, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, e a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, voltaram a tratar do assunto ao longo desta semana, em conversas telefônicas.No mês passado, Lula, Cristina e o presidente da Bolívia, Evo Morales, reuniram-se para discutir a venda do gás boliviano para os dois países vizinhos. Com a queda dos investimentos nos campos bolivianos desde que Morales anunciou a nacionalização do setor, a Bolívia terá dificuldades para suprir plenamente as demandas de Brasil e Argentina por gás no período de inverno.Segundo a nota divulgada hoje, os dois governos afirmam que continuarão estudando medidas para evitar problemas de abastecimento."Com vistas a garantir o desenvolvimento harmônico da região, ambos presidentes reafirmaram a decisão de aprofundar a análise e o acompanhamento semanal do fluxo e o intercâmbio dos recursos energéticos comprometidos na região, com o propósito de coordenar, planejar e programar os fluxos de energia requerida ao longo do presente ano, buscando em especial soluções para dificuldades sazonais que possam ocorrer."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.