Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Brasil e Argentina tropeçaram recentemente, diz Greenspan

O presidente do Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, Alan Greenspan, citou hoje o Brasil ao lado da Argentina como exemplo de países da América Latina que passaram por ?transtornos econômicos?, em contraste com México e Chile, que se deram bem. Ao falar em uma conferência na Cidade do México, Greenspan destacou que as performances diferentes dos países latino-americanos ilustram os benefícios da manutenção de políticas saudáveis. Ele que os países da América Latina, como o México, que se empenharam com determinação em manter a inflação baixa, sistemas de câmbio livres e a liberalizaçao do comércio, conseguiram se isolar dos contratempos das crises periódicas da região e do contágio financeiro. "Enquanto o Brasil, a Argentina e vários outros países passaram por transtornos econômicos, o México e o Chile continuaram relativamente isolados, refletindo, aparentemente, a confiança do mercado com o compromisso desses países com políticas saudáveis", afirmou Greenspan, em pronunciamento preparado para a ocasião. "O México é um caso interessante", ponderou Greenspan. "Nas duas décadas antes de 1995, a economia mexicana sofreu crises severas. Mas, recentemente, com a implementação do Nafta, a adoção de regimes de câmbio livre, com políticas fiscais relativamente estáveis e variações baixas de inflação, a vulnerabilidade do México registrou uma marcante redução", declarou. "Esse país parece agora para os investidores internacionais um relativo ´porto seguro´ na região", afirmou. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

12 de novembro de 2002 | 13h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.