Brasil e Austrália vão à OMC contra subsídios ao açúcar europeu

O Itamaraty informou que a diretora de contenciosos do Departamento de Comércio e Relações Exteriores da Austrália, Joan Hird, estará no Brasil na próxima terça-feira, para coordenar uma ação conjunta dos dois países para questionar, na Organização Mundial do Comércio (OMC), os subsídios concedidos ao açúcar de beterraba produzido na Europa. Tanto a Austrália quanto o Brasil, pertencem ao grupo de Cairns organização formada por 15 países com potencial agrícola - cujo interesse é reduzir os subsídios aplicados à produção agrícola internacional. Os encontros com os técnicos da Austrália também serão feitos com o Ministério da Agricultura do Brasil, também em Brasília ainda esta semana.De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, a representante quer avaliar com os especialistas nacionais sobre os reflexos que pode ter uma ação na OMC contra os subsídios aplicados às exportações de açúcar da Europa. O importante é saber se uma ação pode provocar uma reação européia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.