Brasil e China assinam acordo para área agrícola

Os governos do Brasil e da China assinaram hoje acordo estabelecendo regras para comercialização e transferência tecnológica na área agrícola, informou o secretário-executivo do Ministério da Agricultura, José Amauri Dimarzio. Pelo lado chinês, o acordo foi assinado pelo vice-ministro da Agricultura, Fan Xiaojian. Com a assinatura, será criado um grupo de trabalho que avaliará a possibilidade de intercâmbio comercial e tecnológico entre os dois países. O Brasil é o terceiro maior vendedor de produtos agrícolas para a China, atrás apenas dos Estados Unidos e Austrália.A soja é o carro-chefe das vendas brasileiras para o mercado chinês, acrescentou Dimarzio. "No ranking de compras brasileiras, a China ocupa o 42º lugar. Os chineses querem incrementar as vendas para o mercado brasileiro, principalmente de frutas típicas, hortaliças e vegetais", afirmou o secretário-executivo. Dimarzio lembrou que os chineses têm interesse no intercâmbio de sementes e material germoplasma de soja e de laranja.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.