bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Brasil e Espanha vão estudar eficiência energética

O ministro de Indústria, Comércio e Turismo da Espanha, Joan Clos, anunciou hoje a criação de um grupo de trabalho conjunto entre Brasil e Espanha para tratar de projetos de eficiência e economia energética. Ele se encontrou, nesta tarde, com o ministro de Minas e Energia, Nelson Hubner, quando discutiram a experiência brasileira na produção de biocombustíveis e os projetos espanhóis na área de energia eólica e fotovoltaica.O ministro Joan Clos disse que, no encontro com Hubner, tratou rapidamente do leilão da hidrelétrica do Rio Madeira. "Só comentamos que vai haver estas licitações e parece que há várias companhias espanholas interessadas no leilão, mas não tratamos especificamente de nenhuma empresa nem dos termos concretos das concessões", afirmou.Em visita de três dias ao Brasil, o ministro espanhol reuniu-se também com a ministra do Turismo, Marta Suplicy. Segundo ele, o turismo é uma atividade econômica emergente no País. "O Brasil tem muito potencial nesta área, por seu capital cultural e atrativos naturais. Sem dúvida, no século XXI o Brasil será uma das grandes potências turísticas no mundo", afirmou.Ele disse que o governo espanhol ofereceu ao Brasil colaboração para desenvolver projetos conjuntos na área de turismo. O ministro citou a disposição de incrementar o número de linhas aéreas vindas da Espanha para atender à demanda crescente de turistas espanhóis para o Brasil.Clos relatou o encontro que teve pela manhã com empresários de companhias espanholas que já investem no Brasil nas áreas de energia, telecomunicações e construção, por exemplo. Ele disse que a intenção destas empresas é manter a relação positiva que já existe com o País. Segundo ele, a estabilidade da economia brasileira dá perspectivas de futuro aos investimentos previstos na carteira destas empresas.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

30 de outubro de 2007 | 20h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.