Brasil e EUA fecham parceria para produzir biocombustível

O Brasil fechou uma parceria com os Estados Unidos para fazer um projeto piloto, em um país do Caribe, voltado para a produção de biocombustíveis, como o etanol. O acordo foi acertado nesta quinta-feira entre a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o subsecretário de Estado dos Estados Unidos para Assuntos Políticos, Nicholas Burns.A ministra disse que o governo dos EUA considera o Brasil "um dos protagonistas" na indústria de biocombustíveis. "No caso do etanol, eles propuseram a parceria para atuarmos em terceiros países", relatou Dilma.A ministra contou ainda que, no encontro com Burns, o governo brasileiro enfatizou a importância da participação dos grupos privados nacionais nesse tipo de parceria com os EUA, pois eles possuem a experiência. "A sugestão foi bem recebida. O ator principal deve ser o investidor privado", relatou Dilma.Ela disse acreditar que é possível, nessa parceria, fortalecer as relações entre Brasil e Estados Unidos. "Usando a expressão do subsecretário, que disse que nós temos uma boa relação, mas ela pode ser uma grande relação."Bush vem ao BrasilDilma Rousseff considera que a atual visita de Burns "é importante", porque prepara o terreno para a vinda do presidente norte-americano, George W. Bush. Em Washington, a Casa Branca informou nesta quinta-feira que Bush visitará Brasil, Uruguai, Colômbia, Guatemala e México entre os dias 8 e 14 de março.Burns, no encontro de hoje com Dilma Rousseff, propôs também, segundo a ministra, a formação de um fórum de CEOs e grandes dirigentes empresariais, uma experiência semelhante à que os Estados Unidos já tiveram com a Índia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.