Brasil e EUA retomam negociação da Alca

Brasil e EUA deverão fechar nesta quinta-feira, em Washington, um texto-básico sobre a negociação da Área de Livre Comércio das Américas (Alca) que poderá contornar a situação de paralisia nas discussões entre os 34 países envolvidos, verificada desde o último dia 6 de fevereiro. O esforço para que os dois co-presidentes do processo de negociação - o brasileiro Adhemar Bahadian e o americano Peter Algeier - começou há dois dias. O texto acertado entre ambos deverá ser a base de uma rodada entre apenas 12 dos 34 sócios no próximo dia 31, em Buenos Aires. O êxito dessas iniciativas poderá reanimar a negociação da Alca, com a retomada da 17a Reunião do Comitê de Negociações Comerciais (CNC) no dia 22 de abril, em Puebla. No início de fevereiro, o impasse em torno do formato "light" da Alca entre o Mercosul, de um lado, e os Estados Unidos e seus 13 aliados, de outro, levara à suspensão dessa 17a reunião. A expectativa é que dificilmente Algeier e Bahadian consigam chegar a um consenso sobre todos os temas nesta quinta. Porém, mesmo uma versão com as posições diferentes dos dois lados inscritas em colchetes, poderá destravar as discussões para a etapa seguinte, em Buenos Aires.

Agencia Estado,

25 Março 2004 | 05h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.