Brasil e Índia estudam uso de moeda local em comércio

Depois de iniciar trabalhos com a China, o Brasil entra em entendimento com a Índia para estudar a adoção de moedas locais no comércio bilateral. Hoje, na Basileia, o presidente do Banco Central brasileiro, Henrique Meirelles, esteve reunido com autoridades indianas e determinaram o início dos trabalhos.

JAMIL CHADE, Agencia Estado

28 de junho de 2009 | 18h10

Neste fim de semana, Meirelles já havia fechado um entendimento similar com a China, ainda que o projeto com Pequim esteja mais avançado. O objetivo do governo é dispensar gradativamente a moeda americana nas relações com seus principais parceiros e, assim, reduzir a volatilidade nas transações.

No médio prazo, a esperança do Brasil é de que alguns produtos comecem a ser cotados não mais em dólares, mas em moedas locais. Para isso, porém, o número de acordos como o que o Brasil começa a fechar com a China e Índia terá de ser ampliado. No caso da Índia, a assessoria de imprensa do BC brasileiro indicou que ficou determinado que uma missão seria enviada pelo Brasil para discutir o projeto com Nova Deli.

Tudo o que sabemos sobre:
comércio bilateralÍndia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.