Brasil e Japão vão ampliar discussões sobre combustíveis

Brasil e Japão resolveram ampliar a discussão sobre a utilização pelos japoneses de combustíveis obtidos a partir de biomassa, como etanol e biodiesel. Na reunião de trabalho que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros que o acompanham mantiveram ontem à noite com o gabinete do primeiro-ministro Junichiro Koizumi, foi decidida a criação de um grupo de trabalho sobre biomassa. A informação é do Ministério das Relações Exteriores. O Japão tem necessidade de incluir combustíveis renováveis em sua matriz energética, principalmente para cumprir as metas de redução de poluição atmosférica estabelecidas pelo Protocolo de Quioto. Pelo acordo internacional, firmado nessa cidade japonesa, países em desenvolvimento se comprometeram a reduzir em 5% suas emissões de gases poluentes até o período de 2008-2010. O objetivo é iniciar a reversão do aquecimento global, o chamado "efeito estufa". As informações são da Radiobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.