Brasil e Rússia definem restabelecimento de venda de carne

Os governos do Brasil e da Rússia definiram medidas destinadas a restabelecer as exportações de carne brasileira, interrompidos pelos surtos de febre aftosa em vários estados do País, informou nesta quarta-feira o ministro russo de Agricultura, Alexei Gordeyev.Gordeyev disse que promoveu negociações em Moscou com seu colega brasileiro, Roberto Rodrigues, que lhe pediu que o governo russo suspendesse as restrições de compra que pesam sobre vários estados do Brasil.De forma concreta, foi definida a criação de grupos de especialistas para analisar a situação, enquanto uma equipe de veterinários russos viajará ao Brasil para comprovar o cumprimento de suas exigências e o trabalho de seus colegas locais."Em função dos resultados destas inspeções, será tomada a decisão de suspender a proibição das importações dos Estados afetados", disse Gordeyev à agência Interfax.Por outro lado, o ministro justificou a proibição imposta pelo Serviço Veterinário russo ao destacar que atuou conforme as normas nacionais e internacionais. "Estamos muito preocupados muito a situação no Brasil, levando em conta que esse país é um dos maiores exportadores de carne à Rússia".O Brasil exportou a esse país, no ano passado, 800 mil toneladas de diversos tipos de carne, acrescentou o titular russo de Agricultura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.