Brasil está em 6º no mercado de automóveis

Embora ainda apresente certo fôlego no mercado interno, mesmo após as medidas de contenção de crédito e de consumo anunciadas pelo governo federal em dezembro, a indústria automobilística brasileira perde espaço no ranking mundial de vendas.

Cleide Silva, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2011 | 00h00

No primeiro trimestre, o País ficou em sexto lugar na lista dos principais mercados, depois de ter encerrado 2010 na quarta colocação pela primeira vez na história. O mercado brasileiro perdeu participação para a Índia e a Alemanha.

De janeiro a março foram vendidos no Brasil 825 mil veículos, 4,7% mais que em 2010, segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Já a Alemanha, que no ano passado perdeu o posto de quarta colocada justamente para o Brasil, cresceu 15,3%, para 840 mil unidades, ocupando a quinta colocação. A Índia, que já tinha ultrapassado o Brasil em janeiro e fevereiro, manteve-se no quarto posto, com 918 mil veículos, 20,8% a mais que no primeiro trimestre de 2010.

A China segue como líder absoluta, com 4,98 milhões de veículos vendidos, 8,1% mais que no ano passado. As vendas nos Estados Unidos cresceram 20,1%, mantendo o país em segundo lugar no ranking, com 3 milhões de unidades.

O Japão, apesar da queda de 23,7% nos negócios, por causa do terremoto do mês passado que deixou fábricas paralisadas até agora, segurou o terceiro posto, com 1,1 milhão de veículos comercializados. Em sétimo lugar está a França, com 770 mil veículos, 9,2% acima de 2010.

Em 2010, o Brasil teve vendas recorde de 3,5 milhões de veículos. Ficou atrás apenas do Japão (5 milhões), dos Estados Unidos (11,6 milhões) e da China (18 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.