Brasil estuda criar conta de energia pré-paga

Os consumidores residenciais de energia da região Sudeste poderão ter em breve a contas de luz pelo sistema pré-pago, a exemplo do que já acontece com os telefones celulares. A idéia está sendo desenvolvida pela empresa francesa Shneider Eletric, que possui três fábricas de componentes e sistemas elétricos no Brasil.O diretor-presidente da empresa, Gérard Jacques, disse que o sistema pré-pago já é adotado em outros países, como a França. Segundo o executivo, o sistema permite às distribuidoras diminuir a inadimplência e pode trazer ao consumidor mais economia na conta. De acordo com Jacques, o sistema pré-pago de energia pode ser adotado ainda este ano, tão logo seja concluída a fase dos testes que estão sendo feitos com distribuidoras do Sudeste.A Schneider Eletric tem no Brasil um faturamento de US$ 250 milhões, e emprega 900 funcionários em suas três unidades. A expectativa, segundo executivo, é dobrar este faturamento nos próximos três anos, a partir das exportações para o Mercosul. Segundo ele, o sistema pré-pago é um dos produtos a serem comercializados no Mercosul, nos próximos anos, depois de implantado no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.