Brasil fará superávit primário adicional de 0,5% do PIB

O ministro da Fazenda, Guido Mantega,anunciou nesta sexta-feira que o governo fará um superávitprimário adicional de 0,5 por cento do Produto Interno Bruto(PIB) este ano, sem descartar que a economia seja maior. A poupança extra formará o Fundo Soberano do Brasil e, comosignifica menos gastos públicos, ajudará o Banco Central nocombate à inflação. "Se o gasto é elevado, a política monetária é conservadora.Agora vai exigir menos da política monetária", disse Mantega ajornalistas. "Política monetária e fiscal vão trabalhar de mãosdadas para evitar a inflação no país." A meta inicial de superávit primário neste ano é de 3,8 porcento do PIB. Diversos economistas, alguns com acesso aopresidente Luiz Inácio Lula da Silva, já vinham defendendo queo governo ampliasse o esforço fiscal aproveitando as receitascrescentes. Nos 12 meses encerrados em abril, último dado disponível, osuperávit primário era equivalente a 4,23 por cento do PIB. Segundo Mantega, a economia adicional será feita em gastosde custeio, sem prejudicar iniciativas como o Programa deAceleração do Crescimento (PAC). A poupança adicional terá um elemento anticíclico, explicouo ministro. "É uma poupança que está sendo feita em época de vacasgordas para um momento de vacas magras... Um dia, quando aatividade econômica retroceder, teremos recursos para evitarque a economia tenha desaceleração." Inicialmente, o fundo será formado em reais --num montantede 13 bilhões de reais--, mas Mantega não descarta que ogoverno venha a comprar dólares em algum momento para suacomposição. O ministro disse ainda que o fundo pode aumentar de tamanhose a economia do setor público também for maior. "Poupançanunca é demais", afirmou. Apesar de relatos na imprensa de que o presidente LuizInácio Lula da Silva gostaria de pensar melhor o formato dofundo, o ministro disse que o projeto de lei de sua criaçãoserá enviado ao Congresso Nacional na próxima semana. (Reportagem de Aluísio Alves)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.