Brasil fecha financiamento com o Bird em ? 427,2 milhões

O ministro da Fazenda, Antônio Palocci, assinou hoje um contrato de financiamento do Banco Mundial (Bird), no valor de ? 427,2 milhões (cerca de US$ 505,05 milhões). O convênio foi assinado com o diretor do Bird para o Brasil, Vinod Thomas, que informou que o dinheiro será liberado e imediatamente incorporando às reservas internacionais brasileiras.Segundo ele, esse deve ser o ano com o maior desembolso para o Brasil, pelo menos desde 1997, com previsão de liberação de US$ 2 bilhões, no atual ano calendário. Além do empréstimo de hoje, destinado ao Programa de Crescimento e Competitividade, há um empréstimo para o Programa Bolsa-Família de US$ 572 milhões, assinado no último dia 17, e está sendo estudado um empréstimo para um programa de sustentabilidade de recursos naturais com valor aproximado de US$ 500 milhões.Palocci explicou que o financiamento assinado hoje destina-se a diversos programas da agenda microeconômica, voltados principalmente à modernização nas áreas de logística, clima de negócios, e inovação. O ministro agradeceu o apoio que o Banco tem dado ao Programa de Ajustamento Brasileiro e às ações de inclusão social.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.