Brasil financiará com US$500 milhões televisão digital no Peru

BNDES apoiará alternativas de financiamento para a exportação de equipes e investimentos na implementação

Efe,

18 de setembro de 2009 | 09h02

Brasil ofereceu financiar as empresas peruanas com US$500 milhões para que implementem nos próximo anos a Televisão Digital Terrestre (TDT), informou nesta sexta-feira, 18, o ministro dos Transportes e Comunicações peruano, Enrique Cornejo.

 

O ministro explicou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) do Brasil apoiará "alternativas" de financiamento para a exportação de equipes e a execução de investimentos de empresas brasileiras na implementação da TDT no Peru.

 

Peru e Brasil assinaram um acordo de cooperação para implantar o sistema japonês/brasileiro de televisão digital no território peruano.

 

"Conversamos com o embaixador do Brasil, Jorge D'Escragnolle, sobre a possibilidade de que a fabricação das partes e peças vinculadas ao ramo da televisão digital se instalem no Peru", anunciou Cornejo.

 

Disse que um grupo de investidores brasileiros do setor de telecomunicações chega a Lima este fim de semana acompanhando ao ministro de Comunicações, Hélio Costa.

 

Costa e os empresários participarão do Primeiro Fórum Internacional de TV Digital do sistema japonês/brasileiro ISDB-T, que será realizada de 21 a 23 de setembro na capital peruana.

 

"Temos que ir atuando de maneira organizada para assegurar que o produto venha rápido, já sabemos que a tecnologia é de qualidade e que gerará os melhores benefícios para todos", assegurou Cornejo.

 

A implementação do sistema de televisão digital começará no ano que vem no Peru e as autoridades esperam que chegue a 54% do território nacional em 2015, e que cinco anos depois tenha substituído totalmente ao sinal analógico de televisão.

Tudo o que sabemos sobre:
BrasilPerutelevisão digital

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.