Brasil já garante 25 Leões em Cannes

Primeiro ouro veio com campanha que usou o ?Estadão? como mídia

Marili Ribeiro, O Estadao de S.Paulo

24 de junho de 2009 | 00h00

No segundo dia de anúncio de resultados, o Brasil recupera fôlego na premiação do Festival Internacional de Publicidade de Cannes e mostra, em qualidade, resultados superiores aos do ano passado. Até o momento, as agências brasileiras já garantiram 25 Leões, sendo quatro de ouro. Em 2008, as agências brasileiras obtiveram, no total, 41 Leões, mas apenas um de ouro.O primeiro ouro oficial do País saiu na categoria programação de mídia, ou Media Lions, para a campanha da montadora Nissan, com o projeto criado pela agência Lew,Lara\TBWA. A programação de mídia previa que os assinantes do jornal O Estado de S. Paulo montassem a primeira página do jornal com suas notícias preferidas, a partir de textos e arquivos enviados por e-mail."Este prêmio é muito importante para nós", disse o sócio da Lew,Lara\TBWA, Jaques Lewkowicz. "Ele, merecidamente, nasceu na mídia. E foi realizado, do começo ao fim, de forma integrada na agência, comprovando a importância e a diferença que faz o trabalho integrado, inclusive com a internet. O resultado foi um trabalho inédito, pioneiro e ousado, assim como a marca que levou sua assinatura, a Nissan."Os critérios que definem os contemplados em Cannes são diferentes de categoria para categoria. Assim, enquanto na categoria rádio o júri distribuiu apenas 15 Leões - o Brasil conquistou um bronze para a campanha da agência AlmapBBDO para a Escola Panamericana de Arte e Design -, na área de programação de mídia houve fartura de prêmios. No total, foram 122. Para se ter uma ideia, no ano anterior, com um número superior de inscrições, foram distribuídos apenas 55 troféus.Os brasileiros se saíram bem na categoria programação de mídia. Além do ouro da Lew,Lara\TBWA, o País ganhou mais cinco Leões. A agência Wunderman, que criou ação de mídia para a Land Rover, e a DM9DDB, para a WWF Brasil, ficaram com Leões de prata. Os três Bronzes foram para a agência New Content, com uma campanha para o marca Becel; a Ponto de Criação, com criação para a Daimler Chrysler; e agência África, com a ação para os 50 anos do banco Itaú.A outra categoria que anunciou resultados ontem foi a de outdoor. O Brasil manteve o desempenho, em números, do ano passado e conquistou cinco Leões, sendo três de prata e dois de bronze. As pratas ficaram com as agências DM9DDB, para o portal Terra Viagens, e JWT, pela campanha para a Johnson & Johnson. Já os bronzes foram para a MatosGrey, em campanha para a Sensodyne, e AlmapBBDO, pela campanha para a Bayer.Mais cinco Leões serão anunciados hoje. Dois são para a categoria cyber, de ações na internet - para a DM9DDB, de bronze, e para a Sun MRM, de prata. Outros três vão para a categoria design: para a Tátil Design, a Indústria Nacional e a AlmapBBDO. Na segunda-feira, o Brasil havia ganho um prêmio em relações públicas, e hoje devem ser oficializados mais sete em anúncios impressos - sendo três de ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.