Brasil já tem saldo comercial maior do que China

O Brasil conseguiu superar, em julho, a China no saldo comercial acumulado em 12 meses. Enquanto a China registrou no período um superávit ? total exportado descontado do total importado ? de US$ 20,8 bilhões, o Brasil acumulou um saldo positivo de US$ 21,8 bilhões. Para o secretário de Assuntos Internacionais do Ministério da Fazenda, Otaviano Canuto, a comparação, que passou despercebida, dá uma importante sinalização da evolução do desempenho da economia brasileira. Entre os países emergentes, as exportações da China têm tido um papel de destaque no comércio mundial." É um superávit extraordinário que expressa o peso elevado do saldo comercial na evolução recente da economia brasileira", disse Canuto ao Estado.O secretário reconheceu que o resultado esse ano da balança comercial brasileira, que registra até a quarta semana de agosto um superávit acumulado de US$ 14,369 bilhões, tem surpreendido o próprio governo. Na sua avaliação, esse superávit dá um "colchão de segurança" para o aumento esperado das importações que acompanhará a recuperação da atividade econômica no País. Ele acredita, no entanto, que boa parte do bom desempenho da balança comercial está associada a melhoria estrutural e ao esforço de diversificação de novos mercados, que segundo ele tem dado uma contribuição importante para a melhoria do comércio exterior do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.