Brasil negociará com a China fim de barreiras sanitárias

O ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, disse hoje à Agência Estado que enviará à China, no próximo dia 22, uma missão para negociar a eliminação de barreiras sanitárias às carnes brasileiras no mercado chinês. Rodrigues relatou que conversou com o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Luiz Fernando Furlan, sobre o fracasso das negociações sobre um acordo de restrição voluntária de exportações chinesas para o Brasil. Segundo Rodrigues, esse resultado negativo não deverá, entretanto, influenciar as negociações da missão que irá à China em outubro, apesar de alguns gestos pouco receptivos dos chineses. Recentemente, o governo chinês havia pedido para Rodrigues para atrasar o envio dessa missão. Também rejeitou a proposta feita por ele para que os dois países abrissem as importações de produtos originários de frigoríficos já certificados pela União Européia. Rodrigues afirmou que, hoje, embarcará uma missão para a Rússia com a finalidade de também discutir o fim de barreiras sanitárias às importações de carne bovina procedente do Brasil. Este é um dos acordos que se espera que os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Vladimir Putin venham a assinar em outubro, durante a visita de Lula a Moscou. O Ministério da Agricultura também está participando, nesta semana, de reunião do Comitê Consultivo de Agricultura Brasil-Estados Unidos com objetivo de conseguir o acesso da carne brasileira ao mercado norte-americano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.