Brasil perde US$1,8 bi em julho, mas na semana passada fluxo foi positivo em US$3 bi, diz BC

O fluxo cambial, entrada e saída de moeda estrangeira do país, fechou julho com saldo negativo de 1,791 bilhão de dólares, o segundo pior do ano, e o resultado só não ficou ainda mais no vermelho pelas fortes entradas de recursos via balança comercial nos últimos dias do mês.

REUTERS

06 de agosto de 2014 | 13h18

Só entre os dias 28 e 31 passado, o fluxo cambial ficou positivo em 2,889 bilhões de dólares, informou o Banco Central nesta quarta-feira.

Somando o superávit de 62 milhões de dólares visto na sexta-feira, dia 1º de agosto, a semana passada fechou com entradas líquidas de 2,951 bilhões de dólares, revertendo boa parte do saldo negativo de mais de 4,5 bilhões de dólares que o mês acumulava até o dia 25.

O desempenho de julho veio da conta financeira --por onde passam os investimentos estrangeiros direito, em portfólio, entre outros--, com déficit de 3,408 bilhões de dólares, o maior rombo no ano. Só na semana passada, no entanto, houve superávit de 697 milhões de dólares.

Ainda segundo o BC, a conta comercial fechou julho com saldo positivo de 1,617 bilhão de dólares; na semana passada, o superávit ficou em 2,255 bilhões de dólares.

No acumulado do ano, informou o BC, o fluxo cambial estava positivo em 2,418 bilhões de dólares até sexta-feira, com superávit de 4,361 bilhões de dólares da conta comercial e déficit de 1,943 bilhão de dólares na financeira.

O BC informou também que os bancos tinham posição cambial vendida de 15,642 bilhões de dólares em julho, ante 13,746 bilhões de dólares em junho.

(Por Patrícia Duarte)

Tudo o que sabemos sobre:
BACENFLUXOJULHO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.