Brasil pode construir transatlânticos para exportação

O setor naval brasileiro deve fechar ainda este ano um contrato com um armador italiano para a construção de dois transatlânticos, com capacidade para transportar cerca de 1.500 pessoas cada, informa a Agência Brasil. O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Eugênio Gouveia Vieira, disse num congresso do setor que o governo do Rio dará incentivo fiscal. O secretário estadual de Energia, Wagner Victer, informou que o negócio gira em torno de US$ 100 milhões e vai criar 1.500 empregos diretos. Ele disse que as embarcações serão construídas no estaleiro Eisa, na Ilha do Governador. A Firjan e o governo do Rio não informaram o nome do armador italiano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.